As dúvidas mais recorrentes na abertura de um negócio; Flavio Maluf reporta

O senso comum pode ser um grande vilão de jovens empreendedores. Sedentos por conquistar resultados expressivos de maneira instantânea, muito deles acabam cometendo erros considerados simples na etapa de abertura de um negócio, muito pelo fato de não ponderarem questões básicas referentes a este contexto. Os conceitos de “não ter um chefe” e de “ficar rico” são comumente empregados no início de um projeto de empreendedorismo, mas diversos exemplos mostram que isso não é bem assim.

 

O empresário brasileiro Flavio Maluf, entendendo a importância do assunto, reporta matéria publicada pelo Portal Exame que, entre outras coisas, aborda as 10 questões mais comuns na cabeça de quem está pensando em abrir um negócio. São desde dúvidas mais simples até conceitos mais complexos. Confira abaixo.

 

  • Afinal, eu vou ter chefe?

Sim, mesmo que indiretamente. Por mais que convencionalmente o chefe seja você, você terá que se comunicar diariamente com parceiros, clientes e outras pessoas importantes nesta engrenagem. Esse é um dos principais mitos, conforme noticia Flavio Maluf.

 

  • Quais são as chances de eu ficar rico?

Todas. Ou nenhuma. Essa questão envolve uma infinidade de outros fatores, que irão refletir no sucesso ou no fracasso de seu projeto empreendedor. Não existe uma fórmula mágica, apontam as autoridades da área, e cabe a você criar mecanismos para que alcance os resultados desejados.

 

  • Qual é o verdadeiro valor da minha experiência no mercado de trabalho?

Bastante, mas não é exatamente isto o que fará de você um empreendedor de sucesso. Não se esqueça que dentro de um ambiente corporativo, você muitas vezes acaba preciso à determinadas situações, como se estivesse dentro de uma caixa. Quando empreende, no entanto, você será o responsável por toda a engrenagem do negócio.

 

  • Posso recorrer a um mentor?

Explore o seu segmento, adquira conhecimento e, se necessário, alie-se uma espécie de mentor, que terá a responsabilidade de lhe guiar no início da empreitada. Desta forma, sua rede de relacionamento começará a ser montada, conforme reporta Flavio Maluf.

 

  • É possível empreender sozinho?

Sim, desde que você esteja cercado de conhecimento e atualização na sua área. Uma boa dica é recorrer aos diversos cursos a sua disposição na internet. O Sebrae, por exemplo, é um dos meios que oferece este tipo de situação.

 

  • Abrir qual tipo de negócio?

É evidente que seguir a sua essência é importante, no entanto, é fundamental estar atento aos movimentos da sociedade para não mergulhar num mercado desfavorável. É o que aponta a pesquisa republicada pelo empresário Flavio Maluf.

 

  • Necessito de sócios?

Desde que você se identifique com a outra pessoa, pode ser uma ótima alternativa. Não é obrigatório, obviamente, que os dois tenham exatamente as mesmas visões de mundo e de mercado. É possível complementar.

 

  • Empreender sem dinheiro?

Embora não seja impossível, trata-se de uma árdua batalha. É preciso ponderar fatores e observar se realmente valerá a pena.

 

  • O que fazer com mas ideias?

Diante de um mercado cada vez mais competitivo, a regra é coloca-las em prática o mais rápido possível.

 

  • Desistir?

É natural que o empreendedor atravesse por várias dificuldades, sobretudo no começo do projeto. Mas jamais desista, aponta a reportagem republicada por Flavio Maluf.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *