Sergio Cortes informa sobre como evitar lesões no quadril

Atualmente, as lesões no quadril representam mais de 10% do total de traumatismos e que ocorrem com os membros inferiores e, em grande parte dos casos, essas lesões são provocadas por microtraumas originados por repetições. Esses microtraumas, noticia o ortopedista Sergio Cortes, por sua vez, provocam uma sobrecarga nos tecidos do quadril e não deixa que estes tenham tempo de cicatrizar corretamente.

Muitas vezes, esses casos ocorrem em pessoas que estão praticando exercícios físicos de forma errada, principalmente se a atividade em questão é a corrida. Correr na areia da praia, por exemplo, pode ser prejudicial caso não sejam adotados determinados cuidados, como evitar corres em um pedaço de areia com desnível. Além disso, os ortopedistas também recomendam que as pessoas que querem correr fortaleçam bastante a musculatura dos quadris e da pelve em paralelo a essa atividade.

Outro cuidado muito importante é fazer uso de um tênis apropriado para a corrida durante a prática dessa atividade. De acordo com os especialistas, as pessoas que não tomam esse cuidado, além do risco de terem seus pés machucados, também adquirem uma absorção da carga axial muito maior, o que aumenta os ricos de lesões, informa Sergio Cortes. Além disso, antes de adotar a corrida como atividade física, é essencial realizar uma boa avaliação funcional para verificar se está tudo certo.

Todos esses cuidados com o quadril são necessários pois essa parte do corpo possui uma imensa quantidade de estruturas que estão sujeitas a lesões quando a intensidade e a duração do exercício não estão seguindo as recomendações de um especialista. A situação se torna ainda mais difícil devido a anatomia complexa do quadril, que dificulta um diagnóstico preciso em caso de lesões, reporta o ortopedista Sergio Cortes.

Uma dica importante dos médicos é estar sempre atento aos sinais do corpo. Enquanto é normal sentir algumas dores musculares após a realização de atividades físicas, caso essas dores persistam e não melhorem com massagem, fisioterapia ou remédios, a melhor alternativa é procurar um ortopedista e conferir se o quadro é de lesão ou problemas na cartilagem.

Além da corrida, praticantes de diversos outros esportes também precisam ficar atentos em relação a possíveis lesões no quadril, especialmente aqueles que praticam tênis, golfe, futebol e vôlei de praia, informa Sergio Cortes. Mesmo as pessoas que não praticam esportes e se exercitam apenas na academia precisam ter cuidado, pois o uso incorreto de aparelhos de musculação ou na realização de um exercício de agachamento também podem resultar em uma rotação da articulação errada e gerar danos.

Essa rotação interna do quadril feita de forma equivocada pode ocasionar em graves lesões na articulação, como por exemplo, uma lesão no lábio acetabular, a frouxidão ligamentar, e diversas outras afecções, noticia o ortopedista Sergio Cortes. E esse tipo de lesão no quadril ainda pode prejudicar os ligamentos do joelho e a coluna vertebral, o que intensifica a noção de que é preciso ter cuidado ao se exercitar e procurar sempre o auxílio de um profissional capacitado e experiente.

Fonte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *