Copa Star: o hospital que une saúde e inovação tecnológica

Inaugurado em outubro de 2016 no Rio de Janeiro, o Copa Star foi construído no intuito de atender os pacientes em estado mais complexo, para que não precisem fazer a ponte aérea Rio-São Paulo. Na maioria das vezes, esses pacientes buscavam em São Paulo hospitais como o Sírio-Libanês e o Einstein.

Segundo o fundador da Rede D’Or São Luiz, Jorge Moll, para a efetivação do projeto do hospital foram necessários mais de R$400 milhões, além de mais R$100 milhões para os equipamentos de ponta. Com o aparelho de ressonância magnética e o microscópio cirúrgico neurológico foram gastos mais de 1 milhão de dólares. O hospital possui uma área de 21 mil metros quadrados e 7 andares, com uma fachada que parece de hospital de luxo. Tudo isso pensando no conforto e recuperação dos pacientes.

O diferencial do Copa Star localizado em Copacabana é a inovação tecnológica – chamada de Smart Hospitality, o qual é um sistema de acompanhamento médico integrado. Esse sistema facilita o tratamento devido à dinamicidade e agilidade. Os pacientes conseguem através de um Ipad falar com seus médicos e familiares, pedir atendimento a enfermeiros, controlar a iluminação de seu quarto, fechar ou abrir as cortinas e mudar a inclinação da cama.

Além disso, quando estão juntos com um médico, os pacientes podem consultar os resultados de seus exames através deste mesmo tablet. A inovação dos exames no Copa Star vai além disso: das 9 salas de cirurgia, 3 são híbridas, ou seja, ao mesmo tempo em que se realiza a cirurgia é possível coletar o sangue do paciente e realizar exames no mesmo lugar.

O Centro de Tratamento Intensivo possui telas que transmitem o movimento das ruas vizinhas e o mar de Copacabana ao vivo.

Diferentemente dos hospitais comuns, o Copa Star possui um anexo por onde circulam os funcionários e as macas, para deixar os corredores livres para os familiares. Os corredores de circulação de familiares contam com 231 obras do artista japonês Yutaka Toyota, cuja obra que está exposta na entrada é a “Espaço Infinito 2016” que mostra inúmeras possibilidades de superação.

Além das obras de arte e a exclusividade de circulação dos familiares, o sistema de iluminação foi feito para dar a sensação de claridade natural. O aroma é um misto de madeirado e cítrico para não deixar o característico cheiro de éter predominante. Quanto a cozinha, é especializada para atender até o mais caro gosto gastronômico, ficando sob a supervisão de um chefe estrangeiro.

A equipe do Copa Star conta com 550 colaboradores, dos quais 113 são médicos. A equipe passou por um treinamento de dois meses com atores que simulavam situações de emergência. A equipe foi preparada para o modo de abordagem dos pacientes e como se portar (nas roupas e maquiagem). Todos esses detalhes foram pensados para o melhor contato humano, de forma a deixar mais aconchegante a recuperação.

A Rede D’Or São Luiz já anunciou que pretende levar esse modelo de hospital para outras localidades, como São Paulo e Brasília.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *