Por que Pernambuco cresce mais que a economia do país?

O Brasil está passando por uma situação financeira enfraquecida, apesar disso, o estado nordestino de Pernambuco está ensinando ao país como se sobressair gerando empregos. No estado, as facilidades para abrir novos negócios deixam de lado e a burocracia e a falta de transparência, e assim  investimentos se instalam  gerando negócios que abrem milhares vagas no mercado de trabalho.

Neste ano, o PIB (Produto Interno Bruto), avançou de uma maneira que vai ultrapassar duas vezes o PIB do Brasil, que teve uma previsão de crescimento de 0,8%, o que já é considerada uma estimativa bem baixa. No cenário internacional, a guerra comercial entre a China e os Estados Unidos não ajuda nos esforços para o Brasil sair da crise, ainda que esses fatores dificultem o crescimento econômico, o estado de Pernambuco neste primeiro trimestre do ano já demonstrou um aumento de 1,2%, no PIB em relação ao ano passado. Se comparado do ritmo do PIB do Brasil, então o crescimento é de 140% maior, pois no ano passado o País chegou 0,5% no PIB, considerando o mesmo período. Ainda neste ano a previsão é para que o estado mantenha o seu ritmo de crescimento, diante do desempenho precário do Brasil.

Durante os próximos 3 anos, diversos investimentos irão chegar ao valor de 13 bilhões, isso se deve às diversas áreas que estarão dentro dos negócios, entre elas o setor bebidas e alimentos como BRFood, Itaipava e AmBev, refinaria de petróleo, empresa automobilística, confecções (capaz de gerar 150 mil vagas de trabalho diretamente), produção de resina, nesta área, uma das maiores empresas do mundo está presente, a tailandesa Indorama, além disso, estão incluídos os investimentos em energia solar, agronegócios e do maior exportador de mangas do Brasil. Nos próximos anos, o valor de 7,5 bilhões que entrarão na economia de Pernambuco virão de uma empresa automotiva, a Fiat Chrysler Automóveis, que tem entre os seus principais modelos e automóveis os dois Jeep, Renegade e Compass, e o Fiat Toro. Com a construção dessa fábrica, que fica em Goiânia, a uma distância de 60 km de Recife, foram gerados 15 mil empregos na região.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *